FacebookTwitter

Três lições sobre Deus nas Olimpíadas

By on ago 23, 2016 in Coisas do Alto | 7 comments

Tive a oportunidade de atuar como voluntário nas Olimpíadas realizadas no Rio de Janeiro. Foi uma experiência única. Das muitas coisas que vi, aprendi três profundas lições espirituais.

Wright Brothers, Santos Dumont and the mobile phone

By on ago 15, 2016 in Tecs |

[veja o original em português] The 2016 Summer Olympics opening ceremony in Rio de Janeiro has revived the discussion (at least in Brazil) about the invention of the airplane. Depending on the criteria you use, you can choose if it was the Americans or the Brazilian. But this controversy involves a theme even deeper, which is the way Americans and Europeans treat their inventions. I said “European” because Santos Dumont was born in Brazil, but was educated in France. He developed his aeronautical research under the influence of the European scientific environment. In a simplified way, I can say that Americans treat their inventions with the vision “I made it, and I want to make money selling it.” Obviously the Europeans also want to make money, but always with a real benefit to the community in general. Something like “I made it, and I want to earn money by sharing...

Os irmãos Wright, Santos Dumont, e o celular

By on ago 11, 2016 in Tecs |

A abertura das Olimpíadas no Rio de Janeiro reacendeu a discussão sobre a invenção do avião. Dependendo do critério usado para a avaliação, pode-se decidir por Santos Dumont ou pelos irmãos Wright. Mas essa polêmica envolve um tema ainda mais profundo, que é a forma como os americanos e os europeus tratam as suas invenções. Veja como isso afetou o seu celular.

O que eu vi, o que nós veremos

By on ago 11, 2016 in Tecs |

Trecho do livro de Santos Dumont, publicado em 1918, onde ele fala sobre a invenção do avião e a polêmica com os irmãos Wright.

As três dimensões do louvor na igreja

By on jul 27, 2016 in Igreja | 1 comment

Toda a apresentação musical, seja ela na igreja ou em outro ambiente, está sujeita a três diferentes ênfases, forças, ou dimensões. Cada uma destas dimensões define como será a experiência do ouvinte ao se relacionar com a música apresentada. A experiência musical, sensorial e emocional. É possível atingir o equilíbrio entre estas três dimensões? Talvez não seja esse o caminho.